domingo, 4 de setembro de 2016

Ah o amor...

Há muito tempo, coisa de uns 3 anos atrás, estava eu vindo do trabalho, quando me deparei com dois adolescentes, estudantes, namorando próximo ao colégio. Logo me surgiu uma melodia, algo leve, sutil, vagaroso, em tom maior, ritmo bem espaçado, com intervalos aumentando gradativamente... Sons de violinos, violões e piano. Música clássica! Mas, inquieto, harmonizei, em meio a tudo, estas letras:

Quando a gente ama,
O calor do Sol é mais intenso;
O brilho das estrelas também;
Tanto faz um ano, ou uma semana;
(Mas basta um minuto com "alguém").
A noite, fica mais clara;
O ar mais puro se respira;
Tudo fica mais leve;
Simplesmente o tempo para.
 Não há para onde correr;
Não há como parado ficar;
Ter um amor para se viver;
Ter uma linda vida para amar;