segunda-feira, 27 de junho de 2016

Uma crítica ao céu.


Pensando aqui...
O céu é uma merda.
De lá queria fugir.
Não tenho dúvidas de que o céu está cheio de conservadores;
Fanáticos, fundamentalistas;
Milionários, negociantes da fé, capitalistas;
Homofóbicos, misóginos e xiítas.
Sem contar os católicos... Ah, os católicos! Os queridos cristãos.
Têm muita história pra contar desde a Santa Inquisição.
Há o pior, disso tudo: aqueles que tem uma pequena "posse",
Mas se acham os donos do mundo. É dose!.
Imagina aquele pessoal do espiritismo:
Me olhando torto, dizendo que estou com obsessor;
Os fiéis mais protestantes abençoados:
"Você é do mundo!"; "Em nome de Jesus, tá amarrado!".
Todos são belos, perfeitos,
Livres de qualquer pecado.
Quero não. Obrigado.
Tipo, sou pobre, fodido, do dinheiro contado.
Não tenho nada a perder para Deus,
Realmente eu nunca irei para o céu. Que pena!
Mas vamos que eu ganhe na mega-sena:
"Invista" nisso, e agrade a Ele...
"Por favor! Dê-me um pedaço de Terra aí, Senhor! Estou pagando!"
Irei ao paraíso, ao Pai, louvando.
Na boa... Mas isso deve ser um porre!
Geral de branco, num vasto campo,
Músicas sem sentido;
Muito fingimento, hipocrisia...
Fazem-se de santo pela manhã,
Mas à noite estão na orgia.
Bando de conservadores,
Crentes, pregadores!
Não se pode beber uma cachaça,
Nem comer um "bifinho acebolado".
E lá, nada deve ser de graça!
Feijoada então... Coisa do Diabo!
Mas todos ficam louvando à Deus.
Por que? Eu me pergunto.
Se no céu já estão ao lado d'Ele,
Pra que ficar de assunto?
Tem mais o que fazer, o Criador;
Não irá, Ele, ficar mimando um pecador.
Mas o cidadão irá cobrar:
"O dízimo eu já paguei;
Ricas ofertas, fartura, nunca pequei;
Sem contar tudo o que já orei;
É mais do que justo, Deus, olhar para mim;
As escrituras dizem assim:
'Para ti há um pedaço do céu;
Cercado de glórias, virgens e anjos querubins...'
Pronto! Para isso que, ao céu, eu vim."

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Uma noite fria...


Estou entorpecido.
Tiraste todo meu vigor.
Não há um dia que eu não tenha te esquecido,
O carinho, a paixão, que virou amor.

É como uma tempestade:
Me transforma, me invade;
Me desnorteia, me apequena.
Meu coração extasia-se, faz alarde.

Tu és os meus caminhos,
A minha direção;
O meu quente ninho,
Onde acolhes o meu coração.

Não me importa o frio, o calor,
Nem a luz ou escuridão,
Ponho meu coração em penhor,
Erradico todo meu medo e ilusão.

Nada é limite para o pobre coração de um escritor.
És tão incrível que some no infinito.
Estás além do êxtase e da dor,
Não te comparas a nada que eu tenha escrito.

Não consigo mais pensar.
Palavras se esgotaram.
Basta, parei de lhe elogiar,
Frases lúdicas que passam.

Tu és mais do que eu posso imaginar.
O pensamento não consegue alcançar.
Sou pequeno perto de ti,
Mas um dia estarei pronto pra lhe amar.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

50 tons de arco-íris


Vermelhos, laranjas, amarelos...
Verdes, azuis e anis...
Lá se vão no espaço, belos,
Ao som de Girl On Fire de Alicia Keys.

O mundo inteiro chora.
Não estamos bem, lamentamos;
Para mudarmos já passou até da hora,
Vamos nos tornar mais humanos!

Ninguém deve ser considerado pior;
Apenas por que ama seu semelhante.
Há por aí um mal muito maior,
Armas nas mãos, mente ignorante.

Foram-se vidas.
A dor é intensa,
Maior do que a partida,
É não mais ter a presença.

A saudade não os trará.
Em nenhum segundo sequer,
Vamos refletir e amar.
Seja homem, seja mulher.

A vida é cheia de cores, diferenças e alegria;
Não queira tirar dela o brilho, a magia.

Pois amanhã surgirá um novo arco-íris.
Circundará todo o planeta.
Deixará os humanos mais felizes,
Ao lembrarem daqueles cinquenta.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Acalma-te


Queres sorrir?
Ou queres chorar?
Seja livre,
Permita-se amar.

Aprecie o amor;
Sem euforia, sem dor.

Olhe! Contemple as estrelas,
Pois a ti, elas fazem o mesmo.
Faça-o de todas as maneiras.
Realize todos os seus desejos.

Não deixe nada para amanhã.
Cumpra agora tuas promessas.
Tenha paz, a mente sã,
Mas nunca tenha pressa.

Assim tudo deve funcionar:
O corpo, a alma, a vida.
Faça as coisas bem devagar,
Desde a chegada até a tua partida.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Abaixo...


Como um bom pisciano,
Deixo essa pergunta no ar:
Errar é humano?
Ou humano é errar?

O que é insano?
O que é crime?
Ser um profano?
Ou ir contra ao regime?

Não os saúdem.
Não estendais vossas mãos,
Prossigam em frente, lutem!
Mas façam guerra com o coração.

Não derrame mais sangue:
Deixe trancado o seu cão mordaz;
Dos condomínios de luxo aos mangues;
Pode-se vencer a guerra com paz.

Pensemos, lutemos! 
Afinal...
Um mundo melhor queremos.