segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Salve São Miguel Arcanjo!



Hoje é dia dos Santos Arcanjos. Eu, mais particularmente, gosto de São Miguel. Devido a essa "afinidade", eu, afortunado, fiz uma simples oração a este arcanjo. Depois de passar por muitas coisas nessa vida, depois de algumas situações e também muita leitura e aprendizado, fui agraciado e tive muitas glórias após isso.

Segue a oração:


São Miguel Arcanjo,
Olhai por mim. Protegei-me. Cobre-me com tua graça.
Símbolo de humildade perante a Deus:
Misericordioso e fiel guardião.
Augusto General do Exército de Deus, líder das forças celestes.
Assim como em teu triunfo sobre as hostes infernais, clamo lutar por mim, pecador.
Rogo-te, humildemente, para que, neste momento, tu o faças agora que me encontro aflito.
Lança, com tua vitoriosa espada, bençãos ao inimigo.
Com tua balança justa e teu jugo, liberte-o!
Livra-o do peso da dor, da amargura, do ódio; eleve-o!
Eu perdoo meu inimigo, assim como peço-lhe perdão.
Interceda, Arcanjo, trazendo-me esperança e força neste momento sublime;
Abra caminho aos teus soldados, anjos da guarda, em nome de Jesus Cristo, para que cheguem a mim conforme meu merecimento.
Com a vossa ajuda, guia-me ao caminho reto a serviço de Deus.
Enquanto que louvarei em teu nome, com júbilo, neste momento:
São Miguel Arcanjo, é com devoção e eterno carinho por tua obra, General dos Anjos, que me ofereço, em plena paz e alegria, para a reforma íntima, como os ensinamentos de Jesus, nosso Senhor.
Tenho fé de que minhas preces chegam ao Pai, por teu intermédio.
E sei que, quem em ti confia, jamais será abalado.
Tu, que nos protege, lutarás até pelo último de nós.
E sei que jamais nos deixarás.
Compreendo que não peso na tua balança, Arcanjo Guardião, pois ao teu lado sou sereno e vencedor.
Agradeço a paz que me trouxeste.
Amém.

domingo, 28 de setembro de 2014

Voar é viver!



Um belo dia escrevi umas linhas bem simples e de fácil compreensão. Nada além do que três estrofes. Eu deixei esses versos salvo aqui para lançá-los numa melhor oportunidade. No dia seguinte eu estava ouvindo música e surgiu uma que me fez lembrar dos versos que eu havia acabado de fazer. A música se chama "Skyline Pigeon" de Elton John. Então, de três estrofes passei à doze. Não sei se posso dizer que foi inspiração, pois eu já havia feito a base, as letras, enfim, nem me lembrava mais da tal obra do Elton John, (que é linda por sinal) mas pode ser que os demais estrofes podem ter me inspirado. Foi uma bela extensão na poesia em geral.

Seguem os versos. Espero que gostem.






Deitados estamos
Sob as estrelas e seu cintilar
Na noite em que juntos passamos
À relva, depois do amor, viemos a sonhar

Ao clarão da Lua
Contemplo teu intenso olhar
Você numa dança inteiramente nua
Faz também o meu coração bailar

Em nossos rostos risonhos
O tempo parece não ter fim
No melhor de todos os sonhos
Seria perfeito ter-te eternamente para mim

Amanhece, a vida desperta
O astro rei se anuncia
Feche os olhos agora
Esse é o melhor de nossos dias

Sinta a brisa nos tocar
Quero com você ir embora
Abra os braços, comece a voar
Seremos felizes mundo afora

Venha! Vamos para bem longe
O tempo, deixemos-no para trás
Tocaremos o azul do céu
Com nossa ingênua idéia tenaz

Sinto cheiro das ervas frescas
Da terra úmida, recém lavrada
Ouço os sinos das igrejas
E de uma imensa revoada

Abaixo, um lindo campo verde
Acima, o infinito celeste azul
Nossa pura alegria se perde
Aos extremos de norte a sul

A nuvens riem para nós
O vento canta em nossos ouvidos
Em graves melodias em tons bemóis
E suaves harmonias em sustenidos

A emoção transborda em minh'alma
Você, anjo, guia-me como o seu rebanho
Mas estamos livres, de mãos dadas
Voando alto além dos sonhos

As montanhas acenam para nós
Solitárias, melancólicas e duras
Tão gigantescas, mas emergiram do pó
Nos agraciam como dóceis criaturas

E assim habitamos fora da gaiola
Com isso cruzamos vários caminhos
Choramos, rimos, aprendemos, como na escola
Porém voando como dois passarinhos

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Fui, não volto!



Hoje estou sozinho
Ninguém a mim vai dar
O doce carinho que preciso
Por isso sozinho estou

Escolhi assim amor
Sem rancor, sem pena
Sem tristeza, nem dor
Daqui pra frente, seja o que for

Querida, minha estrela
Já amei, sim, à minha maneira
E não vou deixar isso acabar
Confesso, me apaixonei um dia
E sempre ei de a ti lembrar

Quando a luz da Lua se apagar
E o Sol vier a perecer
Terei no meu frio coração
O calor da tua alma para viver

Não! Não te preocupes comigo
Se vou para o norte ou sul
Se estarei em perigo ou longe demais
Vês aquela estrela azul?
Pois dela farei meu abrigo
Para sozinho viver em paz

Adeus, adeus, adeus